quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

8º DIA da novena

8o  DIA.
OS FULGORES DA
MATERNIDADE DIVINA.
A  Pre-Redimida.
D.

         A Maternidade divina dá à Virgem maior intensidade de vida de Deus.
Concebida imaculada, Maria foi repleta de graça divina, desde o primeiro instante de sua aparição no mundo, Cheia de Graça, excelsa, intensa, profundamente.

D.
         A Conceição Imaculada de Maria a colocava em íntima comunhão com a vida Trinitária. Na previsão de sua futura Maternidade divina, Maria foi preservada, desde o primeiro instante de sua conceição, da culpa original. Foi repleta de graça.

Jaculatória.  (cantada)
Ó Maria, concebida sem pecado original, rogai a Deus por nós que recorremos a  vós!

L.
         O valor infinito da Redenção, realizada por Jesus na imolação do Gólgota, é aplicado preventivamente à Virgem. Maria pertence à extirpe de Adão. Por isso, não está fora da Redenção, mas está na Redenção.
T.
         Em teologia, falando-se de Maria, emprega-se o termo “pre-redimida”.
D.
         No primeiro instante de sua concepção – diz a Bula “Ineffabilis Deus” com a qual Pio IX, no dia 8-12-1854, definia o dogma da Conceição Imaculada de Maria – “Por singular graça e privilégio de Deus Onipotente e em previsão dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada de toda mancha do pecado original”.

Ó MARIA, CONCEBIDA. (Cec 713)
1-      Ó Maria, concebida/ Sem pecado original/
Quero amar-vos toda vida/ Com ternura filial.

Ref: Vosso olhar a nós volvei/ 
        Vossos filhos protegei!
        Ó Maria, ó Maria,
        Vossos filhos protegei!

2-      Exaltamos a beleza/
      Com que Deus vos quis ornar.
Vossa graça de pureza/
Venha em nós também brilhar.
L.
         Em previsão dos méritos de Jesus Redentor, foi aplicada a Redenção a Maria, desde o primeiro momento de sua conceição, isto é,  no primeiro instante de sua existência. A Redenção nos é aplicada no Batismo. Recebemos a purificação do pecado de origem e o dom da vida de Deus em nós, no momento em que a água desce em nossa fronte, simbolizando eficazmente a regeneração. Somos  concebidos e nascemos com o pecado original e, sucessivamente, somos purificados no Batismo.

T.
         Qual a diferença que existe entre nós e Nossa Mãe Imaculada na ordem da aplicação da Redenção?

D.
         Fomos redimidos depois do nascimento. Quando nos levaram à fonte batismal, foi cancelado o pecado original e infundida a vida divina.  Nos tornamos tabernáculo do Deus  vivo.  Realmente,  uma criança recém-batizada é verdadeiramente um tabernáculo de carne habitado por Deus. *Píxide da Trindade.

T.
         Mas Nossa  Mãe Imaculada foi preservada da culpa original e de toda culpa, e foi cheia de graça, desde o primeiro instante de sua Conceição.

D.
         Esta é a diferença cronológica. Mas há também uma diferença substancial, ontológica, entre a Virgem Imaculada e nós. Nossa Mãe foi “Pre-remida” e concebida sem pecado original. Foi também isenta das conseqüências do pecado original, isto é, da concupiscência e de toda possibilidade moral de pecado pessoal.

L.
         Para nós, a concupiscência que deriva da culpa original, perdura também depois do

* (Pyxidio) Vaso em que se guardam as hóstias ou partículas consagradas.

Batismo. Todos trazemos, até  os grandes santos, a raiz da concupiscência na tríplice dimensão de que fala São João: “concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida” (1 Jo 2, 16).

D.
         Sob o ponto de vista da graça, a diferença entre nós após o Batismo e a Virgem em sua Conceição Imaculada, é enorme. Face à graça, isto é, à vida divina participada as criaturas humanas, Nossa Senhora começou  sua aparição no mundo com uma plenitude de graça tão intensa que nunca poderá ser atingida por todos os santos conjuntamente, nem pelos que viveram, vivem e viverão na vida da Igreja.


L.
“Em vista de sua missão no plano da salvação, a Virgem Imaculada – declara ainda a Bula “Ineffabilis Deus” – foi plenificada por Deus mais que todos os espíritos angelicais  e  todos  os  santos, com abundância de todos os dons do céu, de maneira tão maravilhosa que ela, toda bela e perfeita, foi dotada dessa plenitude de inocência e de santidade, sendo inconcebível outra maior além de Deus”.

TU ÉS BENDITA.                  

Tu és Bendita sobre todas as mulheres,
Foste escolhida para Mãe do Salvador.
         Tu és a glória e  alegria do Teu povo,
És nosso orgulho, nossa Mãe e nosso amor.

REF: Ave Maria, cheia de graça!
         Bendito Aquele que nasceu do Teu amor. (bis)

Tu és formosa de beleza encantadora,
Nenhum pecado empobreceu os planos Teus.
Tu és a Serva que  tornou-se uma Rainha,
Tu és a filha transformada em Mãe de Deus.

Oração final.
         Desde o primeiro instante de vossa vida, ó Mãe fostes repleta do Amor infinito! Antes mesmo que fosse formado seu coração de carne, Deus possuíra todo o seu ser. O Bom Deus não permitiu  que  a  vossa alma pudesse existir um só instante sem ser plenificada com seu Amor. A  superabundân
cia da vida divina na Senhora desde o primeiro instante, cresceu de maneira excelsa com o dom da Maternidade Divina.
Virgem Mãe Imaculada, como Concepcionistas, o nosso lugar é junto da Senhora. E ser “íntimo da Senhora, estar junto da Senhora”, significa: que devemos estar penetradas interiormente pelo esplendor da vossa Imaculada Conceição; sermos transformadas por seu fulgor, em processo contínuo que nos compromete em profundidade. E aí receberemos pureza, força, conforto, capacidade de amar. Dai-nos  ó Mãe Amada, a graça de sermos fiéis imitadoras de nossa Santa Mãe Beatriz, que pela vida façamos nossa, a belíssima antífona que a Santa Igreja coloca em seus lábios, “Eu me consumi de zelo pela honra de minha Mãe Imaculada...” que a razão do nosso existir seja a glorificação deste privilégio. Amém.

CONCEPTIO  TUA.
Conceptio Tua, Dei génitrix Virgo, gaudium annuntiávit unverso mundo; ex te enim ortus est Sol justitiae, Christus Deus noster: Qui sólvens maledictiónem, dedit benedictionem: etconfúndens mortem, donávit nobis vitam sempitérnam.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Monjas do Mosteiro

Profissão Solene de Ir. Maria de Fátima-OIC

Fundadora do Mosteiro

Amigos e benfeitores

Me. Beatriz Maria de Jesus Hóstia Seiffert- Fundadora do Most. da Imaculada Conceição e São José

Me. Beatriz Maria de Jesus Hóstia Seiffert-  Fundadora do Most. da Imaculada Conceição e São José
me Beatriz Maria

Algumas das Monjas da comunidade

Algumas das Monjas da comunidade

Monjas do Mosteiro