domingo, 15 de abril de 2012

Aniversário da aprovação da ordem



O quadro se desenvolve em três níveis:

Santa Beatriz no seu leito de morte,  segurando a Bula  “Inter Universa” que aprova sua nova Ordem,  seu “propósito de vida”.
As  doze primeiras candidatas à nova Ordem da Imaculada Conceição, ainda sem o hábito e profissão religiosa, mas dispostas a continuar o “sonho” de Santa Beatriz.

O bispo franciscano, acompanhado por um grupo de frades franciscanos, solícitos a não deixar morrer a frágil plantinha,  nascendo do propósito de Santa Beatriz. 

Este quadro resume de modo muito acertado os três elementos que normalmente ocorreram no surgimento da nova Ordem.

·         - Propósito de vida
     - A vivência deste propósito
     - A presença dos Franciscanos.


Aniversário de Aprovação da Ordem da Imaculada Conceição (Concepcionistas  Franciscanas)

A Virgem Imaculada salvou Beatriz da morte asfixiada e pediu que ela fundasse uma Ordem religiosa para o louvor, serviço e celebração de sua Imaculada Conceição, no seguimento de Cristo.
Em 1484 iniciou a nova ordem com doze jovens. Após cinco anos de vivência, santa Beatriz e a Rainha Isabel, elaboraram o pedido de aprovação da mesma.
Os biógrafos contam que Santa Beatriz, desde pequena tinha uma terna devoção a Imaculada e ao Arcanjo São Rafael, pois ele conduziu Tobias nos caminhos certo.

Certo dia Santa Beatriz foi chamada á grande roda da Portaria e um mensageiro falou com ela anunciando a grande notícia, que o papa acabava de  aprovar a nascente ordem.  Santa Beatriz, estremece de grande  alegria e quer gratificar o mensageiro mas ele logo desapareceu e a História diz que era são Rafael. Santa Beatriz anotou o dia à hora e o ano e logo foi aos pés de Jesus no Sacrário para agradecer. Era o dia 30 de abril de 1489.  Passaram semanas e até meses, quando o mesmo Mensageiro voltou ao Mosteiro e se identificou como funcionário do vaticano  transmitindo a triste notícia: “O navio que trazia a aprovação da Bula acabou de naufragar”.

Santa Beatriz ficou com o coração esmagado de dor e  durante três dias permaneceu prostrada pelo sofrimento e sem consolo junto do Sacrário e certamente pediu a interseção de seu grande amigo, o Arcanjo São Rafael.
Após os três dias penosos, Santa Beatriz começou a ver as coisas sob outro prisma: o papa que dera a primeira Bula poderia com o mesmo interesse dar uma segunda.
Mais um foto extraordinário que a Tradição da OIC guardou e que manifesta a delicadeza de Deus para com Santa Beatriz e a interseção de São Rafael. Diz as crônicas da Ordem que, “após os três dias de sofrimento.

E lágrimas, abrindo Beatriz uma arca, na qual conservava objetos de uso pessoal, percebeu, em cima um pergaminho. Abriu-o cuidadosamente e percebeu estar escrito em latim e assinalado com os selos da Santa Sé. Mandou o precioso pergaminho ao bispo que confirmou ser de verdade a Bula da aprovação. Ainda hoje é conservada no coro da Igreja do Mosteiro da Casa Mãe em Toledo, podendo ver os sinais acentuados de ter sido molhado no náufrago”. Por isso a Bula fundacional é também conhecida como a Bula milagrosa. E Santa Beatriz, em suas imagens é representada sustentando a Bula.
Para a Ordem Concepcionista,  30 de abril é uma data muito especial. 

Mosteiro da Imaculada Conceição e são José
Fortaleza-Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Monjas do Mosteiro

Profissão Solene de Ir. Maria de Fátima-OIC

Fundadora do Mosteiro

Amigos e benfeitores

Me. Beatriz Maria de Jesus Hóstia Seiffert- Fundadora do Most. da Imaculada Conceição e São José

Me. Beatriz Maria de Jesus Hóstia Seiffert-  Fundadora do Most. da Imaculada Conceição e São José
me Beatriz Maria

Algumas das Monjas da comunidade

Algumas das Monjas da comunidade

Monjas do Mosteiro